Como ser Autoconfiante

Por Flávio Pereira

Como ser AutoconfianteComo ser Autoconfiante

Já vimos o que é assertividade. Reveja as diferenças entre comportamento assertivo (comunicação eficaz), agressivo e não-assertivo. Clique aqui.

Veja a seguir como desenvolver a assertividade:

1. Analise  seu comportamento. Você tem sido assertivo? Suas relações com as pessoas são boas? Você é do tipo “pavio curto” ou acomodado?

2. Pense na última vez que sentiu que não foi assertivo, incluindo detalhes específicos: hora, pessoa, assunto, sentimentos, atitudes de acordo com os componentes da assertividade vistos anteriormente (olhar, gestos, voz, etc.). Você foi agressivo ou não-assertivo?

3. Imagine um modelo de pessoa eficaz, assertiva, autoconfiante. Talvez tenha um amigo que considere modelo de pessoa assertiva, converse com ela e procure imitá-la fazendo adaptações, pois cada pessoa é única e a maneira dela agir pode não servir para você.

4. Considere as vantagens de ser assertivo: obter cooperação, ter bons resultados, fazer amigos, influenciar pessoas, ter sentimentos agradáveis após a asserção, obter a admiração dos outros. Acha que poderia ser assertivo na última vez que não o foi?

5. Feche os olhos e imagine lidando de modo assertivo na última situação que não o foi.

6. Ponha em prática o que aprendeu até aqui treinando assertivamente, com um amigo ou terapeuta comportamental, a situação em que não foi assertivo na última vez.

7. Repita o processo quantas vezes julgar necessário até o ponto que se sinta a vontade para lidar positivamente com a situação problema.

8. Assimilado o novo padrão de comportamento teste-o em situação real. Observe que tudo funciona como um treino de teatro, esporte, ou qualquer outra atividade. Primeiro vem o ensaio, depois a situação real. Pessoas muito inseguras ou que tem preguiça de treinar sozinhas devem procurar um terapeuta profissional.

9. Avance nas práticas. Pense em momentos de dificuldades maiores, repita os passos aqui apresentados, até desenvolver um repertório de respostas adequadas.

10. Você não vai mudar apenas lendo estas recomendações. Faça alguma coisa agora! Os riscos devem ser corridos. Só as pessoas que correm riscos aprendem e crescem! Ande com suas próprias pernas.

Comente este texto!






Voltar para o Topo

Psicólogo Flávio Roberto Pereira

Sobre Flávio Pereira