Masoquismo Sexual

Por Flávio Pereira

Masoquismo SexualMasoquismo Sexual

O Masoquismo Sexual envolve fantasias sexuais excitantes, repetidas, intensas, impulsos sexuais e atos de ser humilhado, amarrado, espancado ou de outro modo submetido a sofrimento.

O Masoquismo Sexual causa sofrimento significativo, prejuízo social, ocupacional ou em outras áreas importantes da vida do indivíduo.

As fantasias masoquistas podem ser invocadas durante o intercurso sexual ou a masturbação.

Exemplos de comportamentos masoquistas:

Contenções (sujeição), palmadas, espancamento, açoitamento, colocação de vendas (sujeição sensorial).
Ser “perfurado e atravessado”.
Ser forçado a rastejar e latir como um cão.
Choques elétricos, ser cortado e humilhado.
Receber sobre si a urina ou as fezes do parceiro, ser submetido a abuso verbal.
Ser tratado como um bebê e de usar fraldas (“infantilismo”).
Privação de oxigênio por meio de compressão torácica, garrotes, ataduras, sufocação com saco plástico, máscara ou substância química.

Obs.: a privação de oxigênio pode ser executada com um parceiro ou a sós e mortes acidentais podem ocorrer.

Ser estuprado estando preso ou atado por outros, sem possibilidade de fuga.

Por conta própria, atar-se a si mesmo, picando-se com alfinetes ou agulhas, auto-administrando choques elétricos ou se automutilando.

Homens com Masoquismo Sexual também têm podem praticar Fetichismo, Fetichismo Transvéstico ou Sadismo Sexual.

A idade em que iniciam as atividades masoquistas é variável, geralmente ocorrem nos primeiros anos da vida adulta.

O Masoquismo Sexual geralmente é crônico e ocorre por muitos anos.

Comente este texto!






Voltar para o Topo

Psicólogo Flávio Roberto Pereira

Sobre Flávio Pereira