Oratória & Crenças

Por Flávio Pereira - Psicólogo em Curitiba

CRENÇAS & O MEDO DE FALAR EM PÚBLICO

parlare

Na vida desenvolvemos crenças que causam perturbações emocionais e prejudicam nosso desempenho pessoal e profissional.

Crenças são pensamentos distorcidos ou infundados que minam as nossas energias positivas e a autoconfiança. As crenças resultam da falta de conhecimento.

As crenças minam a energia necessária para atingirmos o resultado que desejamos. Para vencermos as dificuldades precisamos identificar os tipos de crenças que desenvolvemos.

Verifique no quadro abaixo algumas crenças que fazem uma pessoa ficar com medo de falar em público e como neutralizá-las com o pensamento correto.

Faça uma análise do seu comportamento e descubra as suas próprias crenças.

CRENÇA = pensamento incorreto. Estressante
PENSAMENTO CORRETO. Não estressa.
“Tenho medo de ser criticado, de não corresponder às expectativas”. “Devo agradar a todos”. É impossível agradar todo mundo. Evitando sempre a desaprovação você vai se frustrar o tempo todo.
“É preciso ter sucesso sempre”. Quem quer a todo o momento ser bem sucedido vive estressado. O fracasso é instrutivo.
“Preciso dominar totalmente o assunto para ter sucesso. Tenho medo de não saber responder perguntas dos ouvintes.” Para falar em público você precisa conhecer bem o tema. Entretanto, ninguém domina totalmente um assunto. Sempre temos algo mais para aprender. Pare de ser perfeccionista e de cobrar dos outros a perfeição.
“Os outros são melhores do que eu, se apresentam mais seguros”. Sempre haverá alguém melhor do que nós.
Focalize mais suas possibilidades do que fazer comparações.
“Fui sempre assim e não consigo mudar”. Você pode mudar seu comportamento lendo, aprendendo mais, fazendo cursos e saindo da sua zona de conforto (=COMODISMO).
“A culpa é toda minha”. Quem pensa assim vive com sentimento de vergonha, inadequação e frustração. Comece a se incomodar menos com seus erros e a ver o lado bom das coisas.
“Não é bom mostrar incapacidade ou inexperiência”. Uma pessoa pode mostrar sua falta de capacidade ou inexperiência, sem necessariamente ser
“Tenho medo de cometer erros de gramática e de falar errado”. Até os melhores oradores cometem erros.
Ninguém conhece toda a gramática.
“Tenho medo de deixar transparecer nervosismo: embaraço na voz, mãos trêmulas, ficar vermelho”. Você é humano como qualquer outra pessoa. Tem todo o direito de ficar inseguro. Pare de se cobrar tanto.
“Tenho vergonha de cometer tropeços ou fazer algo de errado”. Quem não erra na vida? Quem não comete tropeços?
Errando peça desculpas e vá em frente!

Quais as crenças que você desenvolveu para ter medo de falar em público?

Texto extraído da apostila do nosso curso de Oratória.

Veja também curso de oratória em CDs.

Um abraço,

Flávio Pereira

Comente este texto!






Voltar para o Topo

Psicólogo Flávio Roberto Pereira

Sobre Flávio Pereira