Psicoterapia para adolescentes

Por Flávio Pereira - Psicólogo em Curitiba

A fase da adolescência é um período delicado da vida das pessoas. Muitas vezes pode ser difícil de ser ultrapassada. O trabalho terapêutico pode se tornar uma viagem fascinante rumo ao autoconhecimento, possibilitando maior entendimento e amenizando frustrações e conflitos.

A passagem da infância para a adolescência é uma das primeiras questões com que o jovem tem de lidar. Depois a passagem da adolescência para o mundo adulto. Nessas transições, o adolescente experimenta fases de grande tensão e conflito psíquico, pois a mudança se torna constante.

Além dos próprios conflitos internos o jovem tem que enfrentar muitas pressões da vida cotidiana. O pré-adolescente começa a sair de um relacionamento que é iniciado na família para os relacionamentos na escola, com grupos. Nesta fase também a sexualidade está começando a florescer. O adolescente que está caminhando para a vida adulta tem que lidar com mudanças rápidas em seu corpo de criança para um corpo de adulto, além de ser nessa fase que os primeiros relacionamentos amorosos se iniciam. O jovem terá que ter o seu primeiro contato com os “nãos” e com as desilusões advindas dos relacionamento.

Outro ponto muito importante para o adolescente é a escolha da profissão. Talvez essa seja uma das mais frequentes procuras por psicólogos nesta época da vida. Escolher a profissão se tornou uma tarefa complicada nos dias de hoje, onde há tantas possibilidades e publicidades voltadas ao assunto que muitas vezes o jovem se sente perdido. Outra questão geradora de dúvidas é o fato de que, nas escolas, os alunos passam toda a sua infância e adolescência com regras específicas do que se deve fazer: passar de série pra série, estudar português, inglês, matemática, etc., sem trazer para a sua realidade a reflexão do que o espera depois que sair da escola. Muitas vezes esse ponto só é discutido quando o indivíduo está prestes a sair dela.

A terapia com o adolescente trás bons resultados, pois este possui grande capacidade de mudança e reflexão, além de que, decisões feitas nesta fase da vida definirão seus próximos anos como adultos.

Algumas das áreas da vida do jovem em que a psicoterapia poderá ter seu foco são:

  • O pensamento de onipotência que a criança trás para a adolescência.
  • Lutos: a passagem do corpo infantil que não existe mais para um corpo maduro.
  • A passagem do Ensino Médio para o Ensino Superior.
  • Escolha da profissão.
  • Relacionamentos: familiares, amorosos, em grupos, aluno-professor.
  • Desempenho escolar.
  • Sexualidade.
  • Comportamento e agressividade.
  • Depressão e Ansiedade, entre outros.

Todas essas questões podem ser foco da terapia Cognitivo-comportamental, compreendendo e tratando crianças e jovens com técnicas eficientes e comprovadas. Conheça a Terapia Cognitivo-comportamental.

Comente este texto!






Voltar para o Topo

Psicólogo Flávio Roberto Pereira

Sobre Flávio Pereira