Sadismo Sexual

Por Flávio Pereira - Psicólogo em Curitiba

Sádico é a pessoa que sente prazer em impor sofrimento à outra pessoa ou que sente excitação sexual com o sofrimento do outro. O sofrimento pode ser psicológico ou físico, incluindo humilhação da vítima.

As pessoas sádicas sentem prazer e também podem ficar perturbadas por suas práticas.

Além da área sexual, o sadismo pode se estender para outras áreas da vida. Na atividade social um sádico pode sentir prazer em ver um colega sem a possibilidade de conquistar o que deseja. De forma sutil ele busca minimizar a própria infelicidade, pois o fracasso do outro faz com que ele se sinta melhor. Sádicos demonstram satisfação em ouvir “desgraças”, tragédias e dificuldades alheias.

Sádicos podem ter sido pessoas que foram lesadas ou boicotadas nos seus desejos durante a infância. É possível que os sádicos tenham recebido pouco afeto e respeito e isso foi reforçado ao longo da vida, porém, isso não significa que todas as pessoas que passaram por estes problemas desenvolvem o comportamento de sádicos.

Resumindo: o sádico possui fantasias sexualmente excitantes, recorrentes e intensas envolvendo atos reais que causem sofrimento físico ou psicológico a outra pessoa. O ato ocorre em geral sem o consentimento da vítima. Também acontece do indivíduo sentir culpa ou grande sofrimento psíquico, dificultando suas relações interpessoais.

O tratamento pode ser feito por meio da Terapia cognitiva-comportamental.

Agende consultas.

Comente este texto!






Voltar para o Topo

Psicólogo Flávio Roberto Pereira

Sobre Flávio Pereira