Transtorno de Aversão Sexual

Por Flávio Pereira

Transtorno de Aversão Sexual

Transtorno de Aversão Sexual

Transtorno de Aversão Sexual é a repulsa e fuga ativa do contato sexual genital com um parceiro.

A perturbação causa acentuado sofrimento ou dificuldade interpessoal.

O indivíduo relata ansiedade, medo ou repulsa diante de uma oportunidade sexual.

A aversão pode concentrar-se em um determinado ponto: secreções genitais, penetração vaginal,

beijos e toques.

A intensidade da aversão pode variar desde uma ansiedade fraca até um extremo sofrimento psicológico.
Diante de uma situação sexual, indivíduos com Transtorno de Aversão Sexual forte, podem experimentar Ataques de Pânico, com ansiedade extrema, palpitações, dificuldades respiratórias, sensações de terror, desmaio, náusea e tonturas.

Ocorre prejuízo nas relações interpessoais: fuga das situações sexuais ou de parceiros sexuais por meio de estratégias veladas como dormir cedo, negligenciar a aparência pessoal, viajar, envolver-se com atividades de trabalho, sociais ou familiares ou usar substâncias.

Uma aversão sexual ocasional não é considerada um Transtorno de Aversão Sexual.

O diagnóstico de Transtorno de Aversão Sexual geralmente não é feito se a aversão sexual é melhor explicada por outro transtorno como Transtorno Depressivo Maior, Transtorno Obsessivo-Compulsivo, Transtorno de Estresse Pós-Traumático.

Comente este texto!






Voltar para o Topo

Psicólogo Flávio Roberto Pereira

Sobre Flávio Pereira