Transtorno de Conduta

Por Flávio Pereira - Psicólogo em Curitiba

transtorno de condutaO Transtorno de Conduta ou Desvio de Conduta consiste em um padrão de comportamento em crianças ou adolescentes em que com frequência são violados os direitos individuais dos outros, bem como violação de normas e regras importantes. Basicamente são comportamentos que causam perturbação, podendo haver atividades perigosas ou até mesmo ilegais com furto, lesões corporais a pessoas ou animais, sérias violações de regras entre outros.

As crianças ou adolescentes com esse transtorno com freqüência se comportam com agressividade e reagem agressivamente aos demais. Podem exibir comportamentos de provocação, ameaças, iniciar lutas corporais podendo ainda fazer uso de armas ou objetos que possam ferir. O desvio de conduta também inclui a esses indivíduos furtos leves e roubos como bolsas, dinheiro, assaltos, extorsão, etc. Esses indivíduos podem ter o comportamento de forçar alguém a manter atividades sexuais consigo podendo haver agressões ou até mesmo homicídio.

Pessoas com esse tipo de desvio parecem ter pouca preocupação com os sentimentos, desejos ou bem-estar das outras pessoas. Podem ser grosseiros e não apresentarem sentimentos de remorso ou culpa e quando parecem apresentar pode ser difícil avaliar se o que demonstram é verdadeiro ou não. Baixa tolerância à frustrações, irritabilidade frequente e acessos de raiva também são sintomas.

Outra característica deste desvio é a destruição de patrimônio alheio como incêndios, quebrar carros ou vandalismo na escola. Podem ainda envolverem-se com abuso de drogas e álcool.

A quebra de regras em casa também é comum como passar horas na rua voltando tarde da noite sem a autorização dos pais ou fugir durante a noite e desobediência constante. Na escola os comportamentos de desvio de conduta levam à suspensão ou expulsão da escola, problemas de adaptação e problemas com a lei.

Embora comportamentos como mentir ou matar aula podem ocorrer em qualquer criança sem que isso signifique anormalidade no comportamento, para diferenciar o comportamento desviante do normal é necessário verificar a presença desses sintomas e comportamentos desviantes e a freqüência em que ocorrem.

Comente este texto!






Voltar para o Topo

Psicólogo Flávio Roberto Pereira

Sobre Flávio Pereira